Cláudia Machaieie

A menina peixinho, chama-se Cláudia e nasceu no país onde o mar sorri e hipnotiza com os seus 2700Km de costa. Antes de nascer já era embalada na barriga da mãe ao som das ondas do mar…

Cláudia é bióloga marinha mas antes de escolher o curso, era só uma menina curiosa que gostava de cantar, dançar, ver ficção científica e que costumava carregar as energias com um mergulho diário no mar. Esta atração pelo manto turquesa e salgado tem-na guiado em todas as escolhas e desde cedo começou a interessar-se por trabalhar com as comunidades costeiras.

A experiência na Girl Move apaziguou algumas marés de desconfiança e fê-la descobrir outros super-poderes. Em Portugal, no estágio no Grupo Jerónimo Martins teve a oportunidade de ‘mergulhar’ numa grande estrutura e passar pelos departamentos de Employee Relations, Talent & Engagement e ainda fazer visitas a Lojas Pingo-Doce e Recheio para perceber algumas rotinas na gestão de operações. Mas, foi no Porto de Sines, no núcleo de aquacultura, que pôde aprofundar outras técnicas, reflectir na forma como este tipo de exploração acontece em Moçambique e perceber que muitos dos recursos estão a ser subaproveitados e que com pequenas mudanças, é fácil ter uma exploração mais rentável e sustentável.

Em Moçambique, Cláudia quer trabalhar com comunidades costeiras vulneráveis, consciencializando-as para a sustentabilidade ambiental e importância de conservação da riqueza biológica local.Capacitando-as com novas técnicas de subsistência alimentar, como a aquaponia, vai ser possível dar suporte às suas necessidades alimentares e permitir que os recursos pesqueiros tenham o seu tempo de crescimento e reprodução preservado. Assim, teremos formado mais ‘embaixadores da conservação’, defende Cláudia.Uma ideia ancorada na missão de criar uma população consciente que subsiste de forma sustentável, graças ao respeito e cuidado por um oceano saudável.
Para que TODOS, humanos e peixinhos, possam continuar a desfrutar do azul do MAR limpo, justo e apaziguador. Esse mar que rima com remar, mas principalmente com AMAR.