+351 938 386 780 girlmove@girlmove.org

Helena Macune

Há mulheres-luz e a Helena é uma delas.

A sétima de oito filhos nasceu com vontade de inverter o curso da história de vida das mulheres da família e ser um exemplo para os pais e irmãs.

Helena sempre vibrou com problemas que exigissem um raciocínio lógico e numérico. Além disso, adorava física mas os seus pais não entendiam, nem entendem até hoje, esta paixão.

No curso de Física Aplicada, ela era a única mulher numa turma de 33 homens. Para ela, aquele curso juntava o melhor de dois mundos (física e matemática), o que lhe permitiu ter um entendimento do mundo mais profundo e agregador. Na altura de escolher a especialização, Helena optou pela área que lhe parecia mais inovadora para a realidade moçambicana: energias renováveis. Terminado o curso, Helena decide ir para a Girl Move. Todo o processo da Academia foi desafiador, mas a maior surpresa de todas foi perceber que a ‘caixa de luz’ que ela tinha dentro si própria precisava de explodir. “Faltava aquele BoooM!” E aconteceu.

A partir daí, percebeu que seria capaz de abraçar qualquer desafio, por mais obscuro ou difícil que parecesse. Aliás, Helena já tinha nascido com essa luz dentro de si, o que não sabia era o seu tamanho e intensidade.

Em Portugal, Helena estagiou na EDP, onde passou pelos departamentos de Inovação, Distribuição, Manutenção e Controle, Comercial, Responsabilidade Social e ainda pela Universidade EDP. Esteve também na GREENEGG onde visitou várias obras e fez a manutenção de alguns painéis. Na GENERG, aprendeu a trabalhar num software que faz o dimensionamento para a implementação de sistema de solares. Na VEOLIA conheceu de perto um projeto que produz ar quente e frio para edifícios como hospitais.

Helena vai trabalhar numa empresa do setor energético e colaborar com o departamento de responsabilidade social para desenvolver projetos relacionados com a disponibilização de energias renováveis a populações que não tem acesso a nenhum tipo de energia “(…) e ser a luz das pessoas que não acreditam num futuro melhor.”

Depois, quer começar o seu projeto de comercialização, implementação e manutenção de equipamentos de energia solar e assim contribuir para o cumprimento do sétimo objetivo do milénio… e para mentes mais iluminadas.